20 de dezembro de 2017

Cinco alunas da Piaget farão estágio em Portugal no mês de janeiro

Intercâmbio será possível graças ao Plano de Mobilidade entre a Escola Superior de Saúde, do Campus do Instituto Piaget de Viseu, e a Faculdade Piaget de Suzano.

Cinco estudantes da Faculdade Piaget de Suzano estão aprontado as malas e a documentação para, daqui a alguns dias, viver uma nova experiência e transformar em realidade o que, para muitos, é um sonho: fazer estágio em outro País. As alunas do curso de Fisioterapia do campus suzanense, Isabela Alves de Souza, Denise Lazaneo, Vitória Urdiales de Oliveira, Thaynara Araújo da Silva e Daniela de Aguilar Moreira irão passar um mês em Portugal, no campus universitário que o Instituto Piaget mantém em Viseu. Em janeiro, elas farão um estágio de observação no Serviço de Medicina Física e Reabilitação do Centro Hospitalar Tondela-Viseu.

O intercâmbio será possível graças ao Plano de Mobilidade entre a Escola Superior de Saúde, do Campus Universitário do Instituto Piaget de Viseu, e a Faculdade Piaget de Suzano. As cinco estudantes ficarão hospedadas no campus de Viseu, que tem toda a estrutura para receber intercambistas do mundo todo.

Elas participarão de palestras, farão visitas técnicas em hospitais e acompanharão os estagiários portugueses, entre outras atividades. O grupo se interessou pela viagem após contato com a coordenadora do curso de Fisioterapia da Piaget, Poliana Lima, que, então, articulou os detalhes com a presidente da UniPiaget Brasil, mantenedora da faculdade, Lucia Marques Pereira.

“É uma grande oportunidade para saber como a área de Fisioterapia se desenvolve em outro país, trazer novos conhecimentos e agregar essa experiência ao currículo”, disse Denise Lazaneo, que vai para o 9º semestre do curso na Piaget de Suzano, assim como as colegas que viajarão para Portugal.

A expectativa do grupo é comum: aprender mais sobre a profissão e também conhecer novas culturas. “Não é sempre que se tem uma oportunidade como esta. É uma experiência única”, disse Daniela. Assim como Denise e Daniela, as alunas Thaynara, Vitória e Isabela têm em comum a paixão pela Fisioterapia. Elas acreditam que, na volta ao Brasil, estarão com mais bagagem para a etapa de estágio. “Afinal, é uma experiência internacional”, acrescentou Thaynara.

O diretor-geral da Piaget, Marcus Rodrigues, comemorou o início dos intercâmbios. “A internacionalização é um dos atributos e um dos diferenciais do ensino da Faculdade Piaget de Suzano com sua inserção no grupo de universidades e centros estudantis do Instituto Piaget no mundo. Enviar alunos para estágios como este será cada vez mais constante a partir de agora, assim como também poderemos receber aqui professores e estudantes de outros países”, afirmou o diretor. Além das unidades instaladas em Portugal, onde teve origem há mais de 35 anos, e a Piaget brasileira, o Instituto Piaget tem polos de ensino superior em Angola (onde são mais de 10 mil alunos e cursos diversos, entre eles de Medicina), Guiné Bissau, Moçambique e Cabo Verde.

Tecnologia

Além da possibilidade de estágio, a tecnologia permite a troca de experiências e conhecimentos. Neste ano, por exemplo, alunos e docentes de Suzano puderam acompanhar, em tempo real, palestra realizada pela professora Adriana Nagahashi, na Escola Superior de Saúde Jean Piaget de Viseu, em Portugal, durante o seminário “A importância da nutrição nos ciclos da vida”. A professora, que está licenciada da Faculdade Piaget para concluir o doutorado no exterior, foi uma das convidadas do evento realizado em Viseu. Na palestra, do outro lado do continente, estavam estudantes portugueses e também do campus do Instituto Piaget de Angola. E, em Suzano, os estudantes brasileiros. Três continentes unidos pela tecnologia, uma grande facilitadora, inclusive da educação além-fronteiras.

fisiosite